sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

A Fantástica Fábrica do Amor...

Chegamos ao último mês do ano, e parece que ele passou tão rápido, quase que automaticamente os acontecimentos de 2011 passam pela memória como um filme. Os momentos felizes, tristes, e até aqueles monótonos que pareciam não terminar, findaram-se.
Se sofremos, vencemos ou nada de importante nos aconteceu, talvez não tenha tanta significância quanto o fato de estarmos vivos em mais um dezembro, seja ele o primeiro, vigésimo ou centésimo. Se olharmos para nossas atitudes neste ano e percebermos que elas não estão à altura do presente de Deus, a vida ,vamos buscar, fazer a diferença, ainda temos alguns dias para fazer este ano valer a pena.
Ainda há tempo para dizer a quem você ama, o quanto essa pessoa é importante. Para pedir desculpas ou perdoar quem está fazendo falta em sua vida. Para fazer alguém sorrir. Ainda há tempo para acreditar na vida visto que é Natal mais uma vez, o espírito do menino Jesus nasce em nossos corações e o amor supera o ódio, a disputa dá uma trégua para a paz reinar nem que por um instante no interior de cada ser na face da terra.
Ainda há tempo para reconhecer os milagres diários, afinal...
Quem foi que disse que as nuvens não são de algodão...
Que papai Noel e coelhinho da páscoa não existem...
Quem foi que disse que contos de fadas não acontecem na vida real...
Quem foi que disse que as crianças não são mais tão inocentes e que as pessoas são mesquinhas e sem coração...
Talvez quem o disse, nunca viu o sorriso de uma criança, o brilho no olhar de dois apaixonados... A gratidão de quem não tem se quer um pouco de comida e recebe um pouco de vida de outro ser humano...
Talvez quem o disse, nunca provou o banho da chuva que lava a alma e a enche de bênçãos... Não percebeu a magnitude e a beleza humana em comunhão com os animais e com a natureza, tão perplexa e curiosa como cada instante de vida...
Talvez este viu ou escutou vários desses momentos, mas seu olhar não perpassou além do mero ato de acontecer... seu olhar não encontrou o Deus que está em cada gesto de amor, em cada sinal da natureza... Afinal quem você acha que é o bom velhinho?
Vamos fazer de nossos lares um lugar para receber o Salvador, um renascer de valores, que muitas vezes são esquecidos, e que a exemplo de Maria dediquemos um pouco do nosso tempo para servir a Deus e aos que precisam de nós.
No Natal tudo fica mais bonito, a luz é mais luz, o amor é mais amor, e os olhos dos homens ficam mais brilhantes. Feliz natal para todos!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

O espetáculo da vida

“A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados. ”( Mahatma Gandhi )
Eles latem, miam, cantam,piam, murmuram, soltam pêlos, sujam, trocam as penas, rastejam, correm, nadam ou voam! São parte da natureza que merece respeito, mas nem sempre são percebidos ou tratados como tal.
As vezes estão presos enquanto sua vontade é estar livre para voar rumo ao horizonte, as vezes são maltratados enquanto seu olhar suplica um afago de carinho, passam fome enquanto queriam apenas aquela sobra que você colocou fora, as vezes a sua voz torna-se silêncio enquanto o seu canto ou rosnado fazem parte da sinfonia que Deus compôs para nós, são atingidos com pedras, e até balas de chumbo que saem das armas mais poderosas do mundo as mãos dos homens.
Dia desses quando vinha lá de casa para trabalhar, presenciei duas cenas que me mostraram o quanto a natureza é bela e um tanto curiosa. A primeira foi um passarinho que avistei sobre a grama, ele mexia em alguma coisa, que só foi possível definir quando estava mais perto, era outro pássaro, porém morto. E aquilo pareceu-me um apelo para que ele voltasse! Tão singelo e emocional quanto a natureza humana.
Mais adiante uma égua e um cavalo trocavam carinhos, que podemos tratar como beijinhos, semelhantes a dois namorados que se encontram só no final de semana onde a saudade já parece insuportável. Depois daquele dia passei a perceber os animais ao meu redor, a organização das formigas, a cumplicidade dos cachorros, o canto, as cores e a forma com que os pássaros arquitetam seus ninho, os perias, veados e lebres que aparecem de vez em quando no meio da estrada, as corujas que nos impinotizam com seus olhos profundos, a capacidade dos papagaios e caturritas de imitar e aprender com o homem.
É talvez os animais não sejam tão irracionais, como muitos pensam, talvez sejam tão ou mais humanos e sensíveis quanto nós! Final do ano se aproxima, vamos deixar o maestro conduzir a sinfonia, e como músicos mantermos cautela para não desafinarmos, pois uma só nota errada pode comprometer todo o espetáculo!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Voar... nem sempre é levantar vôo...

As lutas por direito e liberdade são batalhas que pensam na conquista de um ideal, ou são lutas pela concessão de privilégios fundamentados pelo preconceito?
Desde o inicio da história humana, o individuo luta por seus ideais e pela tão sonhada liberdade. Mas o que é mesmo a liberdade? Atualmente o sentido dessa palavra parece distorcida, e as lutas por liberdade se confundem com a tentativa de garantir privilégios para um determinado grupo, cujo individuo que não se incorpora nas normas acaba sendo excluído.
Até mesmo a liberdade nos impõe limites quando não sabemos seu verdadeiro sentido, trás consigo uma censura  subliminar, disfarçada com interesses políticos, pessoais ou econômicos. Que apagam a voz do senso crítico que conduz a verdade.
A única forma de liberdade permitida ao homem é o pensamento, e mesmo assim o próprio senso humano nos estabelece barreiras...

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

" Existem coisas que não se explicam...

e outras que não merecem explicação..."



 

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Até que Ele venha...


O espetáculo da natureza nos apresenta o mistério...
O mistério na sinfonia dos pássaros, no leve e calmo som das águas, no desabrochar das flores, nas raízes absorvendo alimento...
Mistério na organização dos animais, na terra fértil, na liturgia diária, e também na mediocridade...
O enigma se revela na imagem, nos olhos, no calor e no coração humano...
No sopro divino, na brisa e no vento... Vento que bate em nossos corações e abre as janelinhas em nossos cérebros... Aí desperta a vontade de ver por elas e desvendar o mistério...
Mas tudo isso até que Ele venha...

sexta-feira, 2 de setembro de 2011


Existem coisas que não devem acontecer...
 mas se acontecem é porque devem...

quinta-feira, 1 de setembro de 2011




"Quanto mais você pensa que deve permanecer longe, bate aquela vontade de ficar ainda mais perto"...

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

"A decisão mais difícil é quando você tem que escolher entre o que você quer e aquilo que lhe convém..."

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Frase do dia...




A vida é maravilhosa e curta demais para ser desperdiçada... não espere, cada instante é precioso e deve ser preenchido com algo a sua altura...

Sonho de criança...

Ah como eu queria ser criança...
Criança, para minha mãe me ninar no colo
Para que as pessoas tivessem paciência,  e ao cometer um erro
Os adultos me ensinassem o certo ao invés de me criticar
Queria voltar a ser criança...
Para amar os animais e os seres humanos intensamente, independente de suas características físicas ou posições...
Para saber perdoar e aceitar as diferenças...
Criança para reconhecer em minha casa o lugar mais seguro do mundo
Para ter convicção de que o menino Jesus e o anjinho da guarda me protegem sempre...
Para poder falar o que eu penso e não magoar as pessoas...
Para acreditar em papai Noel e coelhinho da páscoa
Criança... que na sua inocência adormece tranqüila
E acredita que quando você crescer ainda vai melhorar...

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Trevas da Emoção


Quando pessoas que amamos tornam-se meras recordações o espetáculo da existência sofre uma metamorfose...
Aparecem espinhos nas belas e suaves flores do jardim da vida...
Não há felicidade apenas momentos de esquecimento que nos deixam alegres...
A alma sangra com freqüência, pois a dor da perda sufoca-nos como se estivéssemos nus nas profundezas dos altos suplícios...
Questões surgem
Não sou capaz de compreender os vazios que estão em diversos lugares e tantos corações...
Por que aqueles que fazem parte de nós precisam ficar apenas na memória?
De que adianta um álbum de retratos?
De que adianta vivermos momentos esplendidos se eles simplesmente se vão como areia entre os dedos?
Eis a duvida mais questionável do universo:
Por que Deus que nos dá a magnífica vida nos causa tanto sofrimento com a morte?

...aqueles que amamos não morrem, apenas vão morar num cantinho especial do nosso coração... força...

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Silêncio ensurdecedor...

Nem mesmo o silêncio é ausência de som...
Nem mesmo o silêncio é solidão...
O silêncio pode estar na gritaria e nos ruídos...
Na guerra: silêncio de paz
Na depreciação : silêncio de humildade
No ódio: silêncio de amor
Na miséria: silêncio de amizade
Na desilusão humana: silêncio de Deus
Esse silêncio é ensurdecedor...
As portas de muitas vidas, cerradas
O sonho de tantos inocentes, desfeitos
As pétalas de muitas flores, apenas ilusão...
O aroma das premissas,
Indiferença da emoção...
“O silêncio da morte, o grito da vida... O grito da morte, o silêncio da vida. Eis o paradoxo da existência.”

quarta-feira, 20 de julho de 2011

A Sombra do coração

Parcerias são muitas...
Amigos são alguns...
Alguns seres especiais entre a multidão... Amigos deixam marcas e cicatrizam feridas abertas pelos golpes da vida... Amigos nos trazem lembranças e nos causam saudade...
Estou sentindo saudades...saudades das conversas paralelas, dos sorrisos, das brincadeiras, das mancadas...
Saudade da proximidade, do afeto, dos planos coletivos e dos mais diversificados trabalhos teatrais criativissimos...  Do trabalho em grupo, da festinha, do professor animado, chato, parceiro, fora da casinha, amigo...
Saudade do encontro diário, dos segredinhos , ilusões e esperanças... de crianças, adolescentes e depois jovens que ainda  buscam encontrar a realidade utópica estabelecida pelos seus sonhos, no cotidiano...
É bom ter saudade, por que ela nos faz lembrar o quanto foi bom cada momento que passamos juntos, apesar dos desentendimentos, e das lágrimas que hoje são de felicidade e recordação... De um tempo que passou, mas permanece em nossos corações assim como cada pessoa especial que compõe a fantasia da nossa história...
Amigos o jardim da minha vida só está tão belo, por que cada um de vocês deixou uma florzinha...

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Fantasia

Quem foi que disse que as nuvens não são de algodão...
Que papai Noel e coelhinho da páscoa não existem...
Quem foi que disse que contos de fadas não acontecem na vida real...
Quem foi que disse que as crianças não são mais tão inocentes e que as pessoas são mesquinhas e sem coração...
Talvez quem o disse, nunca viu o sorriso de uma criança, o brilho no olhar de dois apaixonados... a gratidão de quem não tem, se quer um pouco de comida e recebe um pouco de vida de outro ser humano...
Talvez quem o disse, nunca provou o banho da chuva que lava a alma e a enche de bênçãos... não percebeu a magnitude e a beleza humana em comunhão com os animais e com a natureza, tão perplexa e curiosa como cada instante de vida...
Talvez este viu ou escutou vários desse momentos, mas seu olhar não perpassou além do mero ato de acontecer... seu olhar não encontrou o Deus que está  em cada gesto de amor, em cada sinal da natureza... afinal quem você acha que é o bom velhinho?

segunda-feira, 11 de julho de 2011

HIPOCRISIA


Noite sem estrelas, aquele ar sombrio
das madrugadas de sexta feira 13...
 Monstruosas criaturas
Matam os humanos que ainda existem
Aniquilam-se uns os outros
Disputam quem uiva mais alto
Quem possui mais ouro
Por que esse comanda...
Meu peito arde
Minha boca treme, o ar parece faltar
Mesmo assim sinto-me num estado de plenitude
Slimmmm
Como num passe de mágica
O sol nasce e brilha...
Como sempre o astro rei
limpa a terra dos ácaros
As crianças brincam de roda
A face das pessoas resplandece
Um sorriso de estupenda alegria
As grades caíram
As janelas estão abertas
Ninguém morre ninguém mata...
Não há sofrimento, nem pranto, nem dor
Reina a felicidade e o amor
Calma, tranqüilidade
Libertas as almas dos monstros
Eles buscam o perdão
Viajo como um pássaro que bate asas em plenitude
Que aos poucos descobre o quão bom é viver
Vê mais longe a gaivota que alcança os maiores vôos
A totalidade está próxima, o êxtase da fantasia...
Mas...
As asas estão fracas o vôo se torna lento...
Começo a cair...
As crianças somem as armas voltam
O som da harpa se transforma em gritos
Isso por que meus olhos se abriram,
A realidade do mundo veio á tona...
Mais uma vez o sonho acabou
É hora de sair para a guerra...

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Momentos de vida...

Há vários dias eu estava pensando o quanto é interessante e um tanto curioso as diferenças e singularidades das pessoas. Cada um com seus gestos característicos, comida e atividades preferidas, estilos de levar a vida.
Fiquei analisando na última semana como as pessoas ao meu redor são tão distintas, não só na aparência, mas em cada pedaçinho do ser, cada modo de fazer ou dizer alguma coisa. Isso nos torna além de únicos, especiais:
Especiais o bastante para aproveitar cada suspiro de vida que Deus nos permite ter com saúde, enquanto muitos lutam por mais um instante de existência...
Para abraçar nossos pais ou pessoas que queremos bem, mesmo quando nossa coragem não é o bastante para dizermos alguma coisa, eles entenderão...
Especiais o suficiente para dedicarmos um minuto de cada dia á quem nos deu os bens mais preciosos, Deus...
Para respirarmos fundo, ou mordermos o lábio, ao invés de ofendermos ou discutirmos com alguém por um motivo irrelevante...
Para cessarmos um pouco e sairmos do nosso mundinho para contemplar a natureza, as flores, os pássaros, o céu azul, a chuva, o sol e as pessoas que estão á nossa volta...
Somos especiais o suficiente para doarmos um pouco de nós á quem tento necessita de um pouquinho de afeto, alimento, agasalho, fé...
Para fazermos de cada dificuldade um degrau na escada da vida, e compreender que algumas pessoas simplesmente são assim: do jeito delas por algum motivo ou não, e mesmo quando isso não faz parte dos nossos gostos devemos respeitá-la...
Somos especiais, sublimes e valiosos... Cada um com suas características peculiares ou normais, somos feitos do mesmo tecido que os sonhos e buscamos neles os alicerces para tornar todo momento da nossa história único e especial como nós...

quinta-feira, 23 de junho de 2011

ADORAÇÃO

Todos nós temos ídolos e os adoramos pela música famosa, o papel na novela, a medalha no esporte ou o programa de TV que ele apresenta. Choramos quando nossos times perdem aquele jogo importantíssimo, quando a mocinha da novela das oito fica sem seu amor ou quando no cinema crianças e animais são maltratados.
Nos preocupamos tanto com a vida, mas não a vida que está ao nosso redor, com os problemas fictícios de uma série de TV  e não com a miséria e o mal que está na nossa frente. Destinamos nossa emoção aos romances ou desgraças exibidas nos telões e nem se quer demonstramos anseio quando muitas vezes isso se repete em nossa sociedade.
Eu adoro, adoração, eu adoro ficar na internet, jogar handebol, comer chocolate, dormir, passear, jogar vídeo game, o verão, a primavera, falar ao telefone, comprar, eu adoro esse tênis, carro, animal. Adoramos muitas coisas e esquecemos do verdadeiro sentido de adorar: prestar culto, ter muito amor. Será que prestamos culto a coisas materiais ou ações momentâneas? Temos muito amor por atores, atrizes, esportistas, cantores(as)?
Já que adorar tornou-se verbo presente em nossa vida, então neste dia de Corpus Christi para adorar outro verbo “O verbo que se fez carne e veio habitar entre nós”, o corpo de Cristo que se entregou por vontade do Pai para salvar toda humanidade, e todo sacrifício, não foi um filme ou novela mas a vida real...
A paz de Cristo e o amor de Maria

quarta-feira, 22 de junho de 2011

CÁRCERE


Cada vez mais condenados, presos em celas abominantes...
Criticados, discriminados
Reduzidos á pó... Sem direito á defesa, sem dó...
Isolados, submetidos á cenas ridículas...
Mas não são culpados...
NÃO, NÃO SÃO CULPADOS!
Errar á humano, ao menos não erre atrás do pano...
Quem nunca falhou que atire a primeira pedra...
Que machuca, é capaz de ferir agredir...
Julgamento
Por quê? O réu não é culpado...
Apesar de tudo parecer verdade
Do armamento alado...
O mundo!
Ah! O mundo... De ser injusto nos dá a impressão...
Frio, calculista, sem coração...
Mas a sorte
Grande sorte...
O escudo do ego ao redor...
Protetores, amigos... Luzes no fundo do túnel..
Quando tudo parece perdido...
Uma chama se acende... A barreira do ódio pende...
Abre-se um anexo
O embrião fica protegido apesar do complexo...
O excreto é eliminado...
Pedras desmancham...
E os cachorros que amigos não são...
Quando os humanos não servem, não dão proteção...
Eles latem anunciando que se aproxima a liberação...
O julgamento chegou ao fim...
O condenado é absolvido...
Ou apenas esquecido...

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Eloqüente

                                                                                                                
Curtas ou compridas
Dificieis ou fáceis
Abrangentes ou com pouco significado
Palavras...
Palavrinhas, palavrões...
Não interessa seu tamanho
O que importa é que toque corações
Existem um enorme poder por trás delas
Capaz de provocar risos
De fazer chorar
De consolar desesperos
Ou colocar em pranto
De cicatrizar ou ferir
Palavras que expressam sentimentos cristalinos
Manifestam ódios e desprezos
Palavras que julgam ou absolvem
Palavras que compõem poemas de amor, esperança e dor...
Palavras que deixaram em destroços o meu coração
E que me estenderam a mão
Falsas, grossas, mentirosas...
Palavras que fazem calos
Que não deveriam ser faladas
E sim ir pelos ralos
Palavras desconsideráveis
Palavras que servem de alicerce daquilo que construímos na vida...
Palavras fúteis
Palavras que quando falta idéia são úteis
Palavras que abençoam
Mas também abominam
Palavras que nos fazem irracionais
Palavras precipitantes
Espelho, estúpidas e amantes
Palavras falados, escritas ou declamadas
Simples e significativas palavras
Que o homem pronuncia sem pensar...
Qualquer um, seja rico ou pobre
Palavras...
Que podem expressar nossas intenções mais nobres
Palavras do mundo
Que revelam os desejos mais profundos...

quinta-feira, 9 de junho de 2011

GOTAS DE AMOR- Feliz dia dos namorados

Quando estou ao teu lado o tempo passa sem eu perceber...
O mundo pára de girar...
A escuridão é esquecida e tudo é amanhecer...
Nada mais me causa aborrecimento...
O jardim da vida floresce incessantemente...
Nada mais importa: tempestade, animal ou gente...
O teu olhar...
Ah! O teu olhar deixa-me encantada, sem ação... Paralisada, perco a noção
Contos de fadas, clássicas histórias...
Ao longo dos anos, cada qual reconhece pela íris dos olhos aquele que por acaso, ou destino, faz seu coração bater feito hino...
Seu corpo estremecer e sua boca responder com um sorriso, que os olhos encontraram o que o coração procurava...
E a esperança de que desta vez irá experimentar o quão bom é ser amada!
Quando estás longe...
As nuvens, a água, o céu, as flores, as pessoas... Tudo e todos me lembram você...
O teu semblante permanece em meu pensamento, que fica por ai, á mercê... O que me sustenta e consola é a certeza de que tu virás ao meu encontro... Por mais difícil que seja... Por mais obstáculos que tenhamos que enfrentar...
Por maior que seja o risco de errar...
O AMOR é belo, puro...
...é AMOR, e nada no mundo tem maior poder... Nós comungamos do seu sangue, da sua essência...
E simplesmente o mostramos ao mundo, de forma cristalina, doce e sublime... AMANDO!
Feliz dia dos namorados para todos, aos que ainda não encontraram alguém que vale a pena, paciência, por que tudo tem sua hora para acontecer...
ahhh nesta semana não posso deixar de lembrar de quem faz essa data ter significado para mim amor te amoo

terça-feira, 7 de junho de 2011

As grades da Liberdade


Dia 7 de Junho DIA DA LIBERDADE DE IMPRENSA

Analisamos neste dia a suposta liberdade da imprensa atual, a censura  subliminar, disfarçada com interesses políticos, pessoais ou econômicos. Que apagam a voz do senso crítico ou conduzem a verdade.
Vamos adotar e escolher essa liberdade pelo menos nos nossos pensamentos... Abaixo segue um poema sobre o teatro da vida real.

As grades da liberdade
A aurora se acende novamente...
Os raios do astro rei resplandecem...
Acorda-se mais uma vez pobre inocente...
O galo canta anunciando que o dia começa...
Inicia mais uma episódio da grande peça teatral...
Protagonistas, quadjuvantes, antagonistas ou apenas figurantes...
A monarquia do diretor cai, o absoluto poder é deflagrado...
Agora cada ator escolhe o que será: bem sucedido ou marginalizado...
No decorrer das cenas cada um no seu papel...
Tristezas, alegrias, preocupações, problemas... Risos, amores, morte, dores...
Para que emoções verdadeiras se as falsas são tão prazerosas...
O ponteiro do relógio não para...
Para alguns o tempo voa, para outros parece não passar...
Mas a areia esgota-se ao mesmo tempo para todos...
Na escada subimos mais um degrau, ou descemos...
A noite chega, ofuscando o brilho do sol, mas traz a rainha lua não deixando a luz morrer... Cada ator volta para a sua casa...
Está na hora de tirara as máscaras e o figurino...
Fechar os olhos, e sonhar que talvez um dia o mundo lhe permita acordar e não precisar vestir o personagem...
E com o sonho, o escurecer e o luar, se aconchega a esperança...
Esperança de que amanhã tudo será diferente...

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Imundície

O homem é o único animal que polui o ar que respira, contamina a água que bebe, degrada o solo que o alimenta, destruindo as bases da sua própria sustentação.
Entretanto há várias décadas se fala em preservação do meio ambiente, consumo sustentável, escassez dos recursos naturais, mas ninguém deu importância para as previsões de futuras catástrofes. Até que a natureza resolveu se manifestar para mostrar aos homens, que se auto-afirmam dotados de inteligência e ética, que as coisas não vão nada bem e se assim continuar em poucos anos a vida no planeta, provavelmente não será mais possível!
Terremotos, tissunames, enchentes que destroem inúmeras cidades, moradias, matam milhares de seres humanos, e aniquilam os sonhos de outros tantos; secas, que terminam com a plantação e deixam famílias em uma condição desumana. Talvez sirvam para tornar a gravidade da situação mais evidente, inclusive para a população da nossa região, cujas mudanças climáticas são cada vez mais notáveis e as tempestades que antes ocorriam em grande intervalo de tempo são freqüentes.
Quem sabe olhando para as modificações que ocorrem ao seu redor, as pessoas percebam que as suposições dos estudiosos, que elas acreditavam que ocorreriam apenas nos EUA, na Europa, não estão muito distantes da realidade.
Para finalizar lembremo-nos de uma passagem que Érico Veríssimo escreveu:
“Precisamos dar um sentido humano às nossas construções. E, quando o amor ao dinheiro, ao sucesso nos estiver deixando cegos, saibamos fazer  pausas para olhar os lírios do campo e as aves do céu.”
Mas infelizmente eles não estarão mais lá se continuarmos com essa degradação impetuosa do meio ambiente.

Jóia Rara

Existem pessoas que modificam nosso destino apenas terem cruzada o nosso caminho...
Pessoas que tocaram fundo os nossos corações, deixando marcas expressas na alma...
Nos fizeram compreender que a vida não é apenas o mundinho em que vivemos
Que por trás da correria da atualidade ainda existem pessoas que não perderam a capacidade de amar e chorar...
Mesmo que a melodia não esteja tão afinada, o que realmente importa é a letra da canção da existência... O que interessa são as pessoas e não as circunstâncias...
Amigos é assim que posso chama-los...
Quando tudo parece estar perdido, lá estão eles no fundo do túnel como luzes, abrilhantando a escuridão... Mostrando que é possível recomeçar, virar pagina e levantar a cada queda...
Muitas coisas acontecem nessa viagem...
Enganamos-nos, mas acertamos... Apenas uma coisa é certa: nunca esqueceremos aqueles que sentaram ao nosso lado nesse trem...
Essas são singelas palavras que podem dizer tudo ou nada...
Prepare-se pois a primavera da vida chega quando você menos espera...
o colorido das flores nos fala de Deus... Nos faz  pensar e olhar o calmo anoitecer... e a bela aurora que chega a cada dia aumentando ainda mais a certeza de que a vida pode ser eterna se você viver cada momento intensamente...

domingo, 5 de junho de 2011

Os Milagres da mãe natureza...

Os milagres acontecem todo dia, no desabrochar das flores, no orvalho da manhã, no raiar do sol, no frescor das gotas da chuva, na amizade dos animais, na saciedade da água e dos alimentos, no ar puro, no canto dos pássaros, na perfeição do ser humano e da natureza...
Deus fez tudo de melhor para seus filhos, e nós não cuidamos dessas demonstrações de amor, caso não começarmos e preservar a casa comum da criação os que vierem depois de nós não verão os milagres do dia-a-dia.
Dia 5 de junho Dia Mundial do Meio Ambiente

sexta-feira, 3 de junho de 2011

As flores da Utopia

Se semeadora de sonhos...
Lançar sementes no coração precocemente acuado de cada pupilo...
Despertar a curiosidade em procurar o saber...
Ensinar a amar, perdoar, imaginar, criar...
Cada aluno possui um terreno fértil em seu cérebro, pateado pelos mestres, onde as sementes germinam, crescem e dão belas e formosas flores, que devem ser regadas e cuidadas para que produzam frutos...
Frutos...
Boas ações...
Buscar sucesso e satisfação pessoal por seus méritos sem fazer o outro de elevador.
Degraus lisos, sólidos, falsos...
A escola da VIDA é semelhante a uma escada com os degraus cobertos...
Não sabemos o que virá, mas já vimos tudo o que foi descoberto.
Cada dia é um renascer...
A procura da sua missão, de um sentido para a vida...
Surgem certezas questionáveis, dúvidas não tão duvidosas.
A verdade , inalcançável afumenta o pensamento imaginário do jardim... as flores são as mais distintas possíveis...
Cada uma com sua beleza e perfume... rosas, margaridas, hortênsias, jasmins...
Não existiriam se não fossem plantadas e se não recebessem os cuidados necessários...
Ainda há tempo, as sementes estão a toda volta, basta a coragem para dar oportunidade ao seu existir...

O precioso dom da vida

Quando iniciamos a vida cada um de nós recebe um bloco de mármore e as ferramentas necessárias para convertê-lo em escultura. Podemos arrastá-lo intacto a vida toda, podemos reduzi-lo a cascalho ou podemos dar-lhe uma forma gloriosa.
Em vários momentos da vida portas se abrem, você pode ou não entrar em uma nova sala. Você pode optar por ficar observando a vida. Essa decisão é responsabilidade sua saiba que deve sentir as consequências de suas ações. Mas se você preferir vencer a dúvida, o temor, e entrar porta a dentro dá um grande passo, pois nesta sala vive-se!
Porem, também, há um preço... São inúmeras outras portas que você descobre.
O grande segredo é saber quando e qual porta deve ser aberta.A vida não é rigorosa, ela propicia erros e acertos. Os erros podem ser transformados em acertos quando com eles se aprende. Não existe a segurança do acerto eterno. O único homem que nunca comete erros é aquele que não faz coisa alguma. Não tenha medo de errar.
A vida é generosa, a cada sala que se vive, descobrem-se tantas outras portas. E a vida compensa quem se arrisca a abrir novas portas. 
Ela privilegia quem descobre seus segredos e generosamente oferece afortunados caminhos. Mas a vida também pode ser dura e severa, se você não ultrapassar a porta, terá sempre a mesma porta pela frente. 
É a repetição perante a criação, é a monotonia perante a multiplicidade das cores, é a estagnação da vida... Para a vida, as portas
não são obstáculos, mas diferentes passagens!
Você aprenderá lições. Você está matriculado numa escola informal de período integral chamada vida. A cada dia nesta escola, terá a oportunidade de aprender mais e mais.
Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta.
É preciso viver, não apenas existir...

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Um pouco de nós dois...

Não sei quantos pontos em comum eu e você temos.
Do sabor de sorvete, da revista, do vinho nacional ou importado, da marca de Jeans ou tênis. Carros ou motos, sites. Canais de TV. Ídolos no esporte. Talvez férias na Europa, na Disney? No pantanal mato-grossense? Ou no sítio Do seu avô, que tenha um açude cheio de carpas e a gente vai lá pra respirar um pouco do oxigênio da infância.
Fingir que o tempo não consome as recordações de um tempo, em que pular cercas, tomar banho de rio, se rolar na grama com o cachorro, brincar de boneca ou carrinho eram as coisas mais prazerosas da vida, um pouquinho antes de descobrirmos a sedução do primeiro, segundo, terceiro e todos os beijos a seguir, em nosso príncipes/princesas encantados!
Apesar de nem nos conhecermos, pode ser que gostamos dos mesmos filmes, livros ou músicas... mas por outro lado pode ser que você não se identifique muito com os a série “Todo mundo odeia o Chris”, que adoro, ou com “Eu, a patroa e as crianças”, talvez você nem saiba quem é Harlan Coben ou Malba Tahan (heterônimo do professor Júlio César de Mello e Souza) e eu admiro suas obras e seus livros me detêm a atenção.
Acontece que existe grande possibilidade de que nós dois, tenhamos de levantar religiosamente todo dia as 7h da manhã. No super, hipermercado, pesquisarmos os preços dos produtos que consumimos. Estarmos de saco cheio com as falcatruas de vários safados que todos os dias infestam as páginas do nosso jornal preferido.
Existe grande possibilidades de ainda hoje, sentirmos ambos, saudade do colo dos nossos avós, da brincadeira com nossos irmãos, das festinhas na escola, dos colegas, da inocência parcialmente perdida, quando crescemos e ninguém mais veio nos salvar quando fazemos alguma mancada.
Um pouco de nós dois, que talvez nem nos conhecemos, é compartilhado pelo mesmo ar que respiramos. Pelos desejos de um mundo melhor. Saúde. Dignidade. Amor. Alvorecer. Entardecer. As gotas de chuva que alimentam a terra. A terra que geram alimentos. Os alimentos que nutrem a vida. Vida tão curta, ou este curto espaço de tempo, que dispomos para fazer tudo o que queremos...
Tudo bem amigo talvez você nem simpatize com as 3 espiãs demais, com o homem aranha, com o Bem 10, mas aposto que se pudéssemos nos fantasiar incógnitos, superpoderosos, imbatíveis, por somente um único dia, você e eu acertaríamos as contas com um bando de insignificantes que se julgam acima do bem e do mal...
Pense, talvez tudo faça sentido...
Escrevi este texto baseado num texto que encontrei há 3 anos atrás em um jornal.